Notícias

Self-Portrait: solo coreográfico de Filipa Amorim. Música de Miguel Resende Bastos, para piano e electrónica em tempo real.

Um Adeus aos Deuses (2020), de Miguel Resende Bastos, deixou-nos duas certezas: a da competência técnica do compositor, cuja escrita é segura e pertinente, e a do carácter algo informe da obra, que consiste num comentário sonoro a um texto, confiado a uma recitante, retirado do livro do mesmo título publicado por Ruben A. em 1963, que glosa uma viagem à Grécia.

Peça coreografada por Francesco Vecchione. Música de Miguel Resende Bastos.

Para Octeto Vocal e Piano - I. Homenagem a Hans Christian Andersen - II. À Boca do Poço - III. Sobre as Areias

para quinteto "Pierrot" e Narrador.

A peça "Um Adeus aos Deuses", do compositor Miguel Resende Bastos, venceu o Prémio Musa, anunciou hoje o Movimento Patrimonial da Música Portuguesa, que promove o galardão.

para 3 bailarinos e banda sonora electrónica stereo. Coreografia por Filipa Amorim​.

Ópera de câmara em três Actos, com electrónica espacializada.

A partir da ópera O Mestre Assassinado, para quinteto "Prokofiev".

para 15 músicos

A composição “À Toa”, de Miguel Bastos, venceu o 10.º Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim, no âmbito da 39.ª edição do Festival Internacional de Música, foi hoje anunciado. O júri foi constituído pelos compositores Daniel Moreira, Fernando Lapa, Jonathan Ayerst e José Luís Borges Coelho, que presidiu, e ainda pelo maestro e clarinetista António Saiote, em representação dos intérpretes.

(…) a composição de Miguel Bastos (n. 1995), À Toa, foi construída a partir do poema homónimo retirado da obra Só, de António Nobre. Apesar de estar organizado em 14 breves quadros, o discurso musical é predominantemente contínuo e explora inter-relações temáticas que lhe conferem equilíbrio entre unidade e contraste. A obra apresenta ainda um amplo conjunto de técnicas vocais e instrumentais, bem articuladas numa orquestração sólida e com soluções variadas. Foram certamente estas as características que levaram à atribuição do primeiro prémio.

para Duplo Coro

para Violno, Saxofone Barítono e Piano

para 8 vozes e 4 instrumentos

para 17 músicos e eletrónica

para Orquestra Sinfónica