O edifício principal da Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo.

Miguel Resende Bastos nasceu na cidade do Porto, em Abril de 1995. Aos 4 anos de idade começou o seu percurso musical na Escola de Música de Leça da Palmeira, no curso Básico de Piano, tendo mais tarde completado o Curso Secundário de Flauta Transversal na classe do prof. Rui Sousa, na Escola de Música Óscar da Silva. Foi nesta escola, nas aulas de ATC do prof. Daniel Moreira, que despertou o seu interesse pela Composição, tendo ingressado na Licenciatura em Música—variante de Composição da ESMAE|IPP três anos depois. Aqui, teve oportunidade de estudar com músicos e compositores como Eugénio Amorim, Carlos Azevedo, Carlos Guedes, Rui Penha e Daniel Moreira, tendo sido aluno de Composição dos professores Pedro Santos, Filipe Vieira e Dimitris Andrikopoulos. Durante este período, teve oportunidade de participar em seminários, workshops e conferências com outros compositores como Cândido Lima, Luca Francesconi, Unsuk Chin, Helmut Lachenmann, Nicolas Bacri e Vic Hoyland. Paralelamente, teve aulas de direcção coral com o Maestro Edgar Saramago e estudou direcção coral e orquestral com o Maestro Artur Pinho Maria.

A entrada da Academia Janáček para Música e Artes do Espectáculo.

No âmbito do programa ERASMUS+, estudou Composição com Ivo Medek na Academia Janáček para Música e Artes do Espectáculo em Brno, República Checa, onde frequentou também as classes de Música Electrónica Interactiva de Jan Kavan e de Direcção Coral e Orquestral de Gabriel Rovňák. Ainda em Brno, contactou de perto com compositores como Frederic Rzewski, Martijn Padding, Kees Tazelaar e Krzysztof Knittel.

Participou na edição 2016-17 do Tenso Young Composers Workshop, liderado pelos compositores James Wood e Leo Samama, na qual integrou o grupo de 3 finalistas. Em 2017 a sua peça “À Toa” foi distinguida com o 1º Prémio no 10º Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim; e em 2018 estudou Direcção de Orquestra com Jean-Sébastien Béreau.

Em 2019, Miguel completou o Mestrado em composição na Codarts – Universidade das Artes, em Roterdão, tendo tido como professores os compositores René Uijlenhoet e Robin de Raaff. Durante este período teve também a oportunidade de estudar e aprender com os compositores Peter-Jan Wagemans, Klaas de Vries, George Benjamin e Trevor Wishart. Este ano assinala também a estreia da sua primeira ópera no festival New Beginnings, no Maas Theater en Dans, em Roterdão.

Em 2020 a sua obra Um Adeus aos Deuses, em homenagem a Ruben A., venceu o prémio Musa, promovido pelo mpmp – movimento patrimonial pela música portuguesa. O júri foi composto pelos compositores Adriana Pinto Correia e Januíbe Tejera e pelo maestro Jan Wierzba.

Cultiva um especial interesse pelo cinema e canta no Coral de Letras da Universidade do Porto, sob a direcção do Maestro José Luís Borges Coelho.